SMAQ - Sindicato dos Maquinistas
Entrevista aos representantes do ALE – Sindicato Autónomo dos Maquinistas da Europa, a bordo do Connecting Europe Express

Os jornalistas Carlos Cipriano, Diogo Ferreira Nunes e Ruben Martins, autores do Podcast “Sobre Carris”, aproveitando a presença a bordo do Connecting Europe Express de Alejandro Martinez, primeiro secretário do ALE, e Diego Martín, em representação dos maquinistas europeus, fazem-lhes uma pequena entrevista (a partir do minuto 7:05) em que é abordado, entre outros, o tema da recuperação das ligações internacionais entre Lisboa e Madrid e entre Lisboa e a fronteira francesa e das ações conjuntas do ALE, SMAQ e SEMAF neste sentido.

 

Maquinistas exigem suspensão automática de funções após colhidas

 

Colhida de pessoas na via. Um problema causador de stress e trauma que afeta particularmente os maquinistas de comboios da rede ferroviária nacional. O SMAQ tem desenvolvido no último ano intensas ações de sensibilização junto de todas as entidades interessadas sobre esta matéria.

«António Domingues [Presidente da Direção do SMAQ] reconhece que o apoio psicológico aos maquinistas melhorou nos últimos anos. Antes, segundo o dirigente, “as colhidas aconteciam e os trabalhadores continuavam a trabalhar como se fossem super-homens”. Nos casos mais graves, um acidente “pode transformar-se numa doença mental”, o que implica desviar estes profissionais da cabine de condução e colocá-los noutras funções. Evitar essa situação também depende da criação de um gabinete de avaliação contínua para avaliação externa destes condutores. “Este gabinete deve estar sempre disponível porque o stress resultante destas situações pode não vir no dia a seguir mas só semanas ou meses depois da ocorrência”.»